Se liga no case da Impulso: Unimed – Se Liga!

07.10.2021
categoria BLOG

Se liga no case da Impulso: Unimed - Se Liga!

Antes de mais nada, já viu essa matéria aqui sobre porque você deve contratar a Impulso para produzir o seu projeto? Então, abre a matéria em uma nova guia aí para ler depois! :)

Em primeiro lugar, (naquele momento de especulação mesmo, sabe?) quando você está procurando uma produtora para executar o seu projeto, muitas vezes o que dá o gatilho para o primeiro contato é o portfólio, ou melhor, um case de sucesso já feito em algum momento pela produtora. Desde já, avisamos que é hoje que ele vem! Vamos trazer um case da Impulso pra vocês!

Primeiro encontro

A assessoria da Unimed já conhecia os nossos trabalhos, então logo partiram para a primeira reunião. Nesta reunião foi apresentada a ideia principal do projeto, assim como os objetivos e as referências para, nada mais, nada menos, que uma web-série!

Com a proposta em mãos, buscamos novas referências através de uma pesquisa para chegarmos a um modelo que fosse viável para o cliente, tanto em orçamento, quanto para o impacto que eles queriam: falar de saúde de uma forma leve!

O objetivo do cliente

O objetivo da Unimed, primeiramente, era construir um reforço de marca através da produção de conteúdo. E como fazer isso? Nós explicamos: Um ponto positivo da produção de conteúdo é levar a marca (produto ou serviço) de forma indireta ao consumidor.  Ele consome um programa de entretenimento produzido pela marca que dialoga com o universo de quem está assistindo. Ao mesmo tempo em que ele se diverte, presta atenção no conteúdo, ele absorve a marca por trás de tudo.

Diferenciais da campanha

Uma vez que o objetivo do cliente era gerar entretenimento com a sua marca, através de uma web-série, foi necessário pensar nos diferenciais para a elaboração da campanha. O que fazer para torná-la atraente, simpática e divertida?

  • Entender as necessidades do cliente
  • Planejar (e muito!)
  • Testar vinhetas, grafismos, linguagens de câmera e de texto
  • Testes de formatos de edição
  • Melhorar ainda mais a sintonia da equipe Impulso com a equipe da Unimed
  • Pensar no cliente e no projeto como uma receita nova de bolo: com novos desafios, novos ingredientes, encontrar o tempo ideal para tudo ficar pronto do jeito que imaginamos.

Durante a produção

Depois de ajustados os orçamentos, objetivos, diferenciais, necessidades, roteiro, e tudo mais, vem aquela parte "credo, que delícia" da produção. Assim como a produção é uma parte importantíssima do trabalho, é nela que vem junto os perrengues. Mas, nada que a gente não consiga contornar, né?

Por se tratar de uma temporada (sim, uma temporada!!!), o "Se Liga" teve uma rotina de produção bem intensa. A primeira temporada foi quinzenal e acontecia, geralmente, com duas diárias para cada programa. Ou seja, praticamente toda semana nossa equipe estava coladinha no time de Marketing da Unimed JF.

Como de costume, o maior desafio foi o episódio piloto. Foi nele que testamos alguns formatos de narrativas e utilizamos pela primeira vez as inserções de grafismos que foram planejadas. Não tivemos perrengue (#amém). O projeto também foi uma oportunidade muito legal de conhecermos a cidade, visto que gravamos em diferentes regiões e também conhecemos pessoas novas - entre médicos, especialistas e pacientes.

A segunda temporada, em função da pandemia, começou em ritmo de carnaval, mas depois seguiu toda on-line. E aí veio um desafio: adaptar o formato.

Curiosidades e pequenos desafios

Quando falamos em médicos logo pensamos em profissionais super sérios, né? A princípio, tivemos receio de utilizar uma linguagem bem humorada e jovial. Mas, para nossa alegria (tipo aquele meme), esse gelo foi quebrado logo no primeiro episódio. Todos os participantes entravam na brincadeira e o estigma do médico sério foi quebrado. Foi bastante legal!

Nesse meio tempo, enfrentamos as instabilidades de se gravar no centro da cidade, que significa: pessoas passando na rua, parando em frente às câmeras e negando entrevistas. Mas a Bia, apresentadora, não deixou a peteca cair e tirou de letra com muito bom humor.

Seguem algumas imagens dos dias de gravação:

 

 

 

Estratégias de veiculação

Os programas foram veiculados quinzenalmente no site da Tribuna de Minas, veículo de comunicação tradicional em Juiz de Fora, e junto a isso, o departamento de marketing da Unimed fazia a divulgação em seus canais de comunicação. Posteriormente, os programas também eram exibidos nas salas de espera e recepções dos diferentes equipamentos da Unimed em JF, com legenda e outros recursos de acessibilidade.

Retornos e objetivos alcançados

Podemos dizer que o objetivo foi alcançado com sucesso, de acordo com as métricas de exibição, engajamento, através de feedbacks da diretoria da Unimed. Além disso, o projeto que, a princípio, estava previsto para pouco mais de 6 episódios, se desdobrou em duas temporadas com 10 episódios cada.

 

E aí, ficou curioso(a)?

Vem assistir conosco! \o/

Quem disse que falar de saúde não pode ser divertido? Essa é a ideia da Unimed Juiz de Fora ao criar o programa web “Se Liga!”. Produção de conteúdo com irreverência, bom humor e muita informação. O resultado: engajamento de potenciais clientes com a marca através de marketing de conteúdo.

E, por último, e não menos importante (mesmo), um depoimento:

"O projeto Se Liga nasceu com o propósito de falar sobre saúde e prevenção de doenças de forma leve, descontraída e com linguagem próxima e divertidada. Tenho certeza de que cumprimos a meta. E, sem a Impulso, nada teria rolado tão bem. Desde a criação das pautas até a edição final, passando pela produção... A gente sempre tinha o apoio, a parceria e os palpites sempre pertinentes e bacana da galera da Impulso, que conseguia captar perfeitamente o objetivo de cada programa. Eles compraram e embarcaram na nossa ideia de leveza e diversão. Foi um casamento que deu super certo!".

E você, pronto para trazer o seu projeto para a Impulso?

Impulso Filmes.

Assista a mais vídeos no Facebook da Unimed Juiz de Fora.

 

Escrito por:
Impulso Filmes

Quem leu esse artigo, leu também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *